Campanha acontece no próximo sábado, no ambulatório

A segunda edição da campanha “Doe Sangue, Salve Vidas”, deste ano, será realizada no próximo sábado, dia 08 de abril, das 8h30 às 12h30, no Ambulatório de Especialidades do Hospital Municipal. O evento é organizado pelo Lions Clube, em parceria com o Hemocentro da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e a Secretaria Municipal de Saúde.

A iniciativa segue sempre todos os protocolos de segurança sanitária determinados pelo Ministério da Saúde e tem como objetivo repor os baixos estoques de sangue do Hemocentro, que cede bolsas para os pacientes do município e vêm sofrendo quedas drásticas em função da pandemia de Covid-19.

A primeira edição da campanha neste ano aconteceu em 13 de fevereiro, com a arrecadação de 81 bolsas de sangue. Para a presidente do Lions Clube de Nova Odessa, Ieda Maria Erbolato Machado, o resultado da primeira coleta do ano foi excelente. “Esperamos superar essa marca em abril porque os hemocentros estão precisando muito de sangue nesse momento crítico”, afirmou.

O prefeito de Nova Odessa, Cláudio José Schooder, o Leitinho, também está confiante na adesão da população. “O povo da nossa cidade é solidário e tenho certeza que vamos conseguir, mais uma vez, uma quantidade significativa de bolsas de sangue”, avaliou.

Os requisitos básicos para a doação de sangue são: ter entre 16 anos e 69 anos de idade, no caso dos adolescentes devem estar acompanhados pelos pais; pesar mais de 50 quilos; ter boa saúde; não estar em jejum; ter dormido ao menos seis horas antes da doação e não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores. Os interessados em participar da campanha devem apresentar documento oficial com foto (RG e CNH, entre outros).

A Secretaria de Saúde também recomenda aos doadores não irem em grupo, não levarem crianças, respeitarem o uso obrigatório de máscara e não comparecerem caso apresentem sintomas gripais ou febre. O Ambulatório de Especialidades fica na Avenida João Pessoa, ao lado do Hospital e Maternidade Municipal Dr Acílio Carreon Garcia.

 

Comentários do Facebook