Com humor leve, o novo livro do escritor Cícero Edno da Silva, intitulado “Longa Vida”, apresenta três histórias que acontecem em Nova Odessa e misturam personagens reais e fictícios: um trio de estelionatários amadores que tenta dar ‘um furo’ nas finanças de uma empresa, uma mulher muito bem-sucedida que se depara com o desaparecimento do marido e um homem sem memória, perdido.

Cícero é paulistano e mora em Nova Odessa há mais de 20 anos. É educador, dramaturgo, diretor teatral e autor dos livros “O décimo segundo ponto”, “Eduardo Carvalho Oliveira”, “Um menino chamado Túlio” e “O Lobo que queria ser príncipe”.

“A primeira coisa que o leitor encontra no livro é o personagem pegando uma caixa de leite longa vida no supermercado. E ele lê essas palavras, que ganham um outro sentido em determinado momento do livro”, contou o autor.

É o primeiro livro de Cícero produzido com contribuição coletiva – as obras anteriores se voltaram para os públicos infanto-juvenil e infantil, sendo que o último lançamento foi em 2008

“Eu acho que o mais interessante do livro ‘Longa Vida’ é o ritmo e as histórias que acontecem paralelamente. São três histórias, que em um momento se encontram com uma reviravolta, com maneira incomum de escrita”, afirma.

A memória é um dos temas do livro, já que o personagem principal, que conduz a narrativa, não sabe quem é. O que é a memória? Somos o que lembramos de nós ou aquilo que as pessoas recordam sobre nós? Até que ponto nossa memória influencia nossa personalidade? – são algumas das perguntas que o livro suscita.

“As pessoas acreditaram no projeto e a contribuição tem sido real. O livro já sai com uma aposta positiva, nasce desejado, e para um escritor isso é uma coisa muito boa”, comemora.

Para comprar o livro, entre em contato com o autor: ciceroedno@yahoo.com.br

Comentários do Facebook